Total de visualizações de página

Pesquisar no blog

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Jogos Cooperativos

http://www.educ.fc.ul.pt/docentes/ichagas/mi2/InesMarisaRogerioAvaliacaoRevLit.pdf

"Se o importante é competir, o essencial é cooperar" Fabio Brotto.

Na sociedade atual a individualização e a competitividade têm aumentado gradativamente. A cada dia mais a busca pelo poder e pelo sucesso têm superado e se sobreposto aos princípios éticos sociais. Muitas pessoas defendem a idéia de que a competitividade é uma característica inata do ser humano. Entretanto sabe-se que a cultura onde estamos inseridos influencia diretamente nos nossos gostos, escolhas e comportamentos. Na sociedade, principalmente ocidental, a competitividade é apresentada diariamente para crianças, jovens e adultos, seja na escola através de competições esportivas, no trabalho por meio da busca por promoções e destaque, ou na televisão através de cenas de novela, filme e jogos em canais de esporte. A grande verdade é que muitos acreditam que a competição é um elemento muito importante na vida de qualquer pessoa, pois a deixa mais preparada para viver num mundo competitivo como o nosso. É bem verdade que em muitos casos a competição pode ser um estimulo para certas pessoas. Entretanto ela tem uma tendência maior a diminuir a auto-estima, promove a exclusão de pessoas baseando-se em poucos critérios, aumentar o estresse, a tensão, a frustração e, além disso, pode originar comportamentos agressivos. Em oposição a competição está a cooperação que, por sua vez, possui características que buscam uma cultura voltada para a paz. Cooperação significa agir em conjunto com o outro para resolver um problema ou alcançar um objetivo comum. Assim, as pessoas não são excluídas por falhar em uma determinada tarefa, pois todos estão agindo como um grupo. Desta forma as chances de acontecer problemas como os citados acima são menores ou, até mesmo improváveis. Na buscar por um ambiente onde prevaleça a cooperação, surge a proposta dos jogos cooperativos.
Os jogos cooperativos promovem uma situação de diversão onde não há competição. De acordo com Almeida 2003:
O jogo cooperativo é um conjunto de experiências lúdicas que possibilita a todos os envolvidos avaliar, compartilhar e refletir sobre nossa relação com nós mesmos e com os outros. A idéia básica da proposta pelo jogo cooperativo é de permitir uma mudança de sentimentos e entrarmos em contato íntimo com nossas emoções para potencializar as habilidades humanas básicas como: o amor, a alegria, a criatividade, a confianças, o respeito, a responsabilidade, a liberdade, a autonomia, a paciência, a humildade, etc. ”.   

Os jogos cooperativos promovem a união entre as pessoas, pois neles as pessoas jogam uns com os outros e não uns contra os outros, passando, desta forma, a ver o outro como um parceiro e não como um inimigo ou oponente. Sendo assim, o principal objetivo do jogo cooperativo não é vencer como mandam os jogos competitivos, mas sim se divertir e promover uma relação interpessoal de paz e harmonia.
O jogo cooperativo não pode ser visto como uma forma única de se trabalhar, pois a competitividade está presente em praticamente todas as áreas da vida e temos que saber lidar com ela. Porém, é de suma importância que tenhamos uma convivência com a cooperação para que possamos desenvolver melhor as habilidades humanas acima descritas e desta maneira, buscar uma cultura voltada para a paz. Sendo assim, a Educação Física escolar tem um papel fundamental, pois através das aulas é possível colocar os alunos em situações onde eles devem cooperar para atingir o objetivo estabelecido possibilitando assim que os estes joguem com os demais e não contra os demais. 
Portanto, cabe aos profissionais da Educação Física possibilitar esta convivência com os Jogos Cooperativos para que desta maneira os alunos tenham um bom contato com a cooperação e possam usufruir dos benefícios  de longo prazo desta forma de trabalho. 
.  

Um comentário:

  1. Um jogo legal e que a maioria do pessoal gosta: Queimada.

    ResponderExcluir