Total de visualizações de página

Pesquisar no blog

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Postagem sobre Atividade Física para adolescentes - por Caroline Cordeiro

Quais as atividades físicas mais recomendadas aos adolescentes?

A maioria dos profissionais de Educação Física recomenda atividades visando o desenvolvimento de várias habilidades, como natação, capoeira, musculação etc.
Muitos técnicos e até mesmo alguns pais, pensam em criar um atleta precoce. Saiba que é muito difícil definir as principais características para um esporte como habilidades para velocidade, resistência ou força de um jovem de 11 ou 12 anos. Por isso o melhor é deixar o jovem livre para escolher as atividades que o agradam, para que ele consiga manter uma regularidade.
Alguns pais chegam a obrigar os filhos a praticar um esporte, causando traumas e afastando o jovem da atividade física. Deve-se sempre, respeitar os limites e aptidões do adolescente. Fazer exercícios é sempre importante, em qualquer idade e na adolescência pode ajudar a moldar o corpo e até mesmo a personalidade do praticante.

Veja outros benefícios:

  Aumento da força e resistência muscular, agilidade, flexibilidade, da condição cardiorespiratória etc...;

  Melhora da composição corporal com a diminuição do percentual de gordura;

  Ajuda a evitar a obesidade;

  Ensina o jovem a ter disciplina;

  Afasta das drogas;

  Promove o relacionamento social;

  Estimula a superação e a resolução de problemas e dificuldades;

  Melhora a postura;

  Exercita tanto a independência do aluno, quanto o relacionamento em grupo.

O ideal seria que o aluno procurasse uma academia ou clube, fizesse uma avaliação física, para conhecer o seu nível de condicionamento e aptidão física e elaborar junto ao instrutor, um programa de acordo com os seus interesses. Se o jovem já pratica algum esporte, deverá fazer um trabalho complementar. Por exemplo: se for um jogador de futebol, deverá fazer aulas de alongamento ou flexibilidade para aumentar a mobilidade articular, musculação para aumentar a resistência e força muscular e até outras atividades aeróbias, para melhor a sua condição cardiorespiratória, como natação etc...
Há muita polêmica quanto ao pré-adolescente e adolescente fazer musculação. Não existe nenhum artigo que comprove que a musculação atrapalhe o crescimento. O que nunca se deve fazer é trabalhar com carga máxima ou sub-máxima (Levantar o máximo de peso que se agüenta, como fazem os fisioculturistas). Geralmente de 11 anos para cima, desde que com o acompanhamento de um professor, a musculação pode ser feita visando um treino de resistência muscular e não de força.
O legal para prender a atenção do jovem é o circuito, que é mais dinâmico e pode-se intercalar exercícios aeróbios e exercícios com pesos leves. São casos mais raros os de adolescentes treinando, geralmente é um complemento para alguma atividade esportiva como no caso do futebol que eu citei acima, ou quando se deseja perder peso, ou mesmo, num caso de fisioterapia.

Atividades mais indicadas:

  Artes marciais;

  Esportes coletivos;

  Musculação visando um trabalho de resistência muscular;

  Natação;

  Dança;

  Corrida;

  Aulas de alongamento.

Estas atividades podem ser feitas 3x por semana, com a duração de 45 minutos a 1 hora, sempre com o acompanhamento de um professor ou de um profissional.

Reportagem por Valéria Alvin Igayara de Souza - Especialista em treinamento.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Regras do Basquetebol

Bom dia amigos e amigas!

Hoje continuamos a retratar as regras do basquetebol
para uma compreenção ampla desse desporto.

Regra 3

Equipe:

- 12 jogadores;
- 5 titulares; ---------------------------------> Dentre esses um é capitão.
- 7 reservas.

Uniformizados:

- Camisetas: Obrigatório o uso. Sem manga, númeradas de 4 até 15 na parte
da frente e de trás da camiseta.

- Calção: Obrigatório o uso. Numeração é opcional.

- Meias: O uso é opcional.

A equipe deve ter sempre dois uniformes, um de cor clara e outro
de cor escura:

- Time da Casa: Joga com o uniforme de cor clara;

- Time Visitante: Joga com o uniforme de cor escura.





Att. Bruno José Gabriel


REGRAS OFICIAIS DE BASQUETEBOL 2010. Disponível em: http://www.cbb.com.br/conheca_basquete/conheca_basquete_regras.asp. Acesso em: 29/11/2011 às 12h22min.

domingo, 27 de novembro de 2011

Método Pilates pode ajudar a fortalecer a coluna:

Bom dia! Você sabia que o Método Pilates pode ajudar a fortalecer a coluna?
O método Pilates é indicado para todas os tipos de dores lombares. Os exercícios abdominais oferecem mais força e flexibilidade a coluna, fazendo as dores desaparecerem.
A estabilidade da coluna lombar dependem dos 'músculos do centro do corpo' fortes e trabalhados, trazendo flexibilidade e força em conjunto para transformar o abdomem e a coluna resistentes, o que é essencial para a vida diária e praticas de atividades esportivas.
O método Pilates oferece a pessoa exercícios que aumentam a estabilidade lombar, possibilitando a reeducação e a relação dos membros inferiores, desbloqueando a cintura.
O trabalho é focalizado não só na força dos músculos do tronco, mas também no desenvolvimento, na coordenação e no melhor padrão das atividades musculares. Os movimentos fisiológicos do Pilates ajudam a eliminar as tensões e desequilíbrios que refletem na coluna cervical, ajudando também na liberação dos movimentos da cabeça.
Por: Ayrton Aruana                           Foto disponível em: http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://3.bp.blogspot.com/_qmPtHWpMxG8/TErabyo3y3I/AAAAAAAAAUk/sPZr22a5N0w/s1600/pilates_elizabeth.jpg&imgrefurl=http://laraarypilates.blogspot.com/&usg=__07x8ug_yYorRHn_wNdfWfavFyEY=&h=352&w=504&sz=59&hl=pt-BR&start=4&zoom=1&tbnid=A24GEzpgbV5TQM:&tbnh=91&tbnw=130&ei=qOPSTryUFYKvgwf44omNAg&prev=/search%3Fq%3Dpilates%26hl%3Dpt-BR%26sa%3DG%26gbv%3D2%26tbm%3Disch&itbs=1
Perder peso dançando
Quando se fala em perder peso a primeira imagem que passa em nossa cabeça são de treinos pesados em academias, dietas rigorosas, corrida, etc. A dança também é uma grande aliada nessa luta, fazendo com que eliminemos muitas calorias por hora, existem diversos tipos de danças e cada uma delas gasta  um teor de calorias. Veja as danças que podem ser grandes aliadas para a perda de peso além da auto-estima que elas nos oferecem.


- Samba, 441 calorias por hora: Ritmo com espírito brasileiro que impera todas as épocas do ano principalmente em fevereiro.

- Salsa, 426 calorias por hora: Uma das danças com maior público praticante no mundo, origem cubana.

- Zouk, 411 calorias por hora: Sensual e lento, com semelhança a lambada.

- Forró, 401 calorias por hora: O famoso xote nordestino.

- Axé, 400 calorias por hora: Proporciona também resistência física.

- Tango, 368 calorias por hora: Dança argentina que mistura equilíbrio e postura.

- Balé clássico, 336 calorias por hora: Flexibilidade, agilidade e coordenação motora, resulta em músculos fortalecidos.

- Dança do ventre, 300 calorias por hora: Seus movimentos delicados ajuda desenvolver a feminilidade.

- Dança de balada, 350 calorias por hora: A empolgação faz com que perca muitas calorias sem ter consciência, manter-se hidratado é importante.

Indicado para todas as idades, a dança traz diversos benefícios para a Saúde e estética. Se caso tem problemas de saúde consulte um médico antes de começar a praticar as aulas. Além de perder peso a dança aumenta a auto-estima diminuindo a timidez e fazendo com que seja uma pessoa mais alegre.
Por ; Andrigo D. de campos
fonte : http://www.guiabrasilblog.com/perdendo-peso-dancando/

sábado, 26 de novembro de 2011

Aquecimento



O Aquecimento é uma condição indispensável a toda a sessão de Educação Física e Desporto qualquer que seja a sua natureza. 

Denominamos aquecimento, a todo o protocolo de exercícios ou de tratamento preliminar de uma sessão de atividade física que permita que o sujeito atinja as condições ótimas, físicas, psicológicas e fisiológicas, com a finalidade de realizar melhor maneira cada atividade.

Quanto maior for o nível de um indivíduo numa determinada prática física, maior terá de ser a duração e a especificidade do seu aquecimento. Desta forma, a alto nível, para atividades de elevadas necessidades energéticas e técnicas, a duração do aquecimento pode ser superior a 1 hora e 30 minutos.

O aquecimento possui diversos objetivos que podem ser expressos em três rubricas:
  •  Prevenir lesões ao elevar a temperatura dos músculos em atividade e aumentar a lubrificação articular,
  • Aumentar o rendimento; um músculo cuja temperatura diminui em relação à normal, vê a sua contratilidade e o seu rendimento diminuir, 
  • Melhorar as prestações; o aquecimento permite o aumento da velocidade de contração do músculo, da potência desenvolvida e muito simplesmente da capacidade de trabalho físico.




Paloma Merlini




sexta-feira, 25 de novembro de 2011

VOLEIBOL SENTADO

 

           A Organização Mundial de Voleibol para Deficientes - WOVD e a Federação Internacional de Voleibol - FIVB são as entidades delegadas de administrar e regulamentar esta vertente de desporto. Amputados, paralisados cerebrais, lesionados na coluna vertebral e pessoas com outros tipos de deficiência locomotora podem competir. Entre o voleibol Paralímpico e o convencional há menos diferenças do que possa parecer. Basicamente, a área de jogo é menor do que a convencional (mede 6m de largura por 10m de comprimento, contra 18m x 9m) e a altura da rede é obviamente menor, pois os jogadores competem sentados. A área de jogo divide-se em zonas de ataque, defesa e neutra (lado de fora do campo de jogo).
             É permitido o contacto das pernas de jogadores de cada uma das equipas. Porém, não se pode obstruir as condições de jogo do adversário. Contactos entre mãos são autorizados se pelo menos uma parte delas estiver em cima da linha central da área de jogo. Um atacante pode "queimar" a linha de ataque caso sua bacia não a toque até o atleta bater na bola. Unicamente se pode perder o contacto com o chão para salvar bolas difíceis e, mesmo assim, por pouco tempo.
            As semelhanças entre as vertentes olímpicas e paralímpicas do voleibol começam no sistema de pontuação. Cada jogo é decidido no melhor de cinco sets. Vence cada set a equipa que marcar 25 pontos. Em caso de empate em 24 a 24, ganha a equipa que primeiro abrir dois pontos de vantagem. No tie break, sai vencedora a equipa que fizer 15 pontos. Se o jogo chegar em 14 a 14, uma das equipas tem de abrir dois pontos de vantagem para garantir a vitória. Os pontos são obtidos da mesma maneira que no voleibol olímpico.
           Na rede existem duas antenas e a arbitragem também é dividida entre juiz principal, segundo juiz e dois árbitros de linha. Assim como no voleibol convencional, as equipas são formadas por 12 jogadores – entre eles há um capitão e um líbero, que pode entrar e sair do jogo sem a permissão dos árbitros e possui exclusiva função defensiva. Para cada jogada, as equipes podem dar, no máximo, três toques na bola.

http://www.omundodacorrida.com/phpBB2/showthread.php?3171-Conhe%C3%A7a-as-Modalidades-Paralimpicas-VOLEIBOL-SENTADO


Leana Gioia Siqueira

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Taekwondo nas escolas.

      Segundo Vieira e Roman (2008), "o Taekwondo é um esporte de combate que usa chutes e socos para golpear o oponente. No Brasil, o número de adeptos deste esporte vem crescendo em larga escala nos últimos anos, principalmente entre os alunos em idade escolar." Esta arte marcial reúne técnicas de autocontrole, concentração física e mental com técnicas modernas de combate. Standefer e Iedwab ja afirmaram em seu livro (Caminhos de Paz), que a coisa mais importante que se deve saber sobre as artes marciais como o Taekwondo é que elas são atividades saudáveis e pacíficas. Os verdadeiros artistas marciais não querem machucar ninguém, não ter conflito em sua vida. Esforçam-se para viver sem entrar em conflito e o praticam não para lutar, mas para poder demonstrar de maneira artística a força e a beleza de sua técnica. 
      O Taekwondo é uma arte milenar que antes de tudo, é uma forma de vida. Ele passa a fazer parte da personalidade e do temperamento de quem o pratica através de suas filosofias e princípios que são: 

  • Cortesia:  respeitar o próximo, ser modesto, humano e dedicado, e mostrar algum interesse pelo bem-estar dos outros.
  • Integridade: é ter um sentido de justiça, mantendo uma autoconfiança constante e severa, para analisar as suas ações.
  • Perseverança: é nunca desistir perante um novo desafio. 
  • Autocontrole: capacidade de controlar suas emoções e sentimentos, atuando sempre de forma modesta, humilde e sincera. 
  • Espírito Indomável: é viver sem hesitações e sem receios, lutando até o fim pelos princípios que norteiam sua vida.
      No ano de 2009 os alunos da rede pública passaram a ter mais contato com o Taekwondo. Segundo o ministro da educação a implantação do esporte se deu pelo fato de sua pratica ajudar a melhorar o desempenho dos alunos, seguindo assim o modelo sul-coreano, onde o Taekwondo é matéria obrigatórias nas escolas, tendo o mesmo peso que qualquer outra matéria inserida no currículo escolar. No estado de São Paulo está em prática um projeto intitulado "Projeto taekwondo nas escolas" que visa incluir esta modalidade no sistema de ensino escolar. Em Cascavel-PR esta arte marcial já atinge mais de 600 crianças da rede pública municipal que estudam em período integral. 
      O Taekwondo tem como ponto forte a disciplina e o respeito, podendo educar o comportamento das crianças e adolescentes, além de proporcionar a saúde e o bem estar nos aspectos motor, cognitivo e social. Se os Parâmetros Curriculares Nacionais colocam a luta para desenvolver as capacidades das crianças, por que não usar o Taekwondo? Grande abraço a todos.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Regras do Basquetebol

Bom dia amigos e amigas

Aos poucos iremos passar algumas regras
do basquetebol para que vocês compreendam
o desporto de uma forma mais ampla.


Regra 1 - Definição do jogo

O basquetebol é formado por duas equipes de
cinco jogadores.

Com menos de cinco jogadores o jogo não
tem início.

Regra 2 - Material e Equipamentos

Tabela:

- Retângulo maior: 1,80 m por 1,20 m;
- Retângulo menor: 45 cm por 59 cm.

Cesta / Aro: 

- De ferro;
- Laranja;
- 45 cm de diâmetro;
- 3,05 do solo;
- Rede: 45 cm;
- Ferro que une cesta e aro: 15 cm.

Bola:

- Esférica (laranja);
- Peso: 567 à 650
- Circunferência: 74,9 à 78



Fonte: AS REGRAS DO BASQUETEBOL. Disponível em: http://www.resumos.net/files/regrasbasquetebol.pdf. Acesso em: 19/11/2011 às 11h07min.

Att. Bruno José Gabriel


Jogos Abertos do Paraná (JAP's)





Em 31 de agosto de 1957, através da Liga de Esportes Amadores de Londrina - LEAL é criado os Jogos Abertos do Paraná, onde o regulamento geral falava: “Participar dos Jogos Abertos, e levar o nome de sua cidade através de todos os rincões da nação e aproximar-se cada vez mais dos seus irmãos de outras plagas”.
Hoje o JAP’s constitui-se no maior evento poliesportivo do Estado, sempre contando com a participação de atletas de destaque nacional e internacional, e também se destacando como estimulo ao desenvolvimento técnico desportivo, das representações municipais.
Neste ano de 2011, ocorreu na cidade de Toledo – PR, a 54° edição dos Jogos Abertos do Paraná. As modalidades que pertenceram a essa competição foram: Atletismo, basquetebol, bocha, bolão, ciclismo, futebol, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, natação, rugby, taekwondo, tênis de campo, tênis de mesa, vôlei de quadra, vôlei de praia e xadrez.
Ponta Grossa teve uma bela participação em várias modalidades do JAP’s, conquistando o 5° lugar no quadro de medalhas, sendo 15 de ouro, 13 de prata e 12 de bronze, totalizando 40 medalhas; lembrando que este ano participaram do JAP’s aproximadamente 39 cidades.

É isso pessoal... Até a próxima, e parabéns a todos os atletas de Ponta Grossa!
Postado por Jéssie Aline

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Seja um doador de Medula Óssea

Cadastro e doação: Para fazer o cadastro para doação de medula óssea, é preciso ir até o Hemepar, preencher um formulário e coletar 10 ml de sangue. As exigências não são muitas: o candidato a doador precisa ter entre 18 e 55 anos e assinar um termo de consentimento, que autoriza que a sua tipagem genética seja cadastrada no Redome.
Depois de registrado, o cadastro fica disponível em um banco de dados mundial e, havendo um receptor compatível, o candidato poderá ser chamado para realizar novos exames. São feitas, então, mais duas amostras de sangue - para confirmar a compatibilidade - e um check-up geral, para garantir que a doação não trará prejuízos ao doador ou ao receptor.
Para fazer a doação, é preciso ficar 24 horas internado, por causa da anestesia. Uma pequena quantidade da medula óssea - que é líquida - é retirada do doador, por meio de uma punção. Em 15 dias a medula fica totalmente recuperada e, em seis meses, a pessoa pode doá-la novamente.

É uma atitude simples, que não custa para quem faz e pode mudar uma história... Junte-se a nós! 
HEMONÚCLEO DE PONTA GROSSA - 3ªRSRua General Osório esquina c. Coronel Dulcídio
Cep: 84 010 080
Fone: (42) 3223-1616 3223-1737
Email:
hemonpgo@sesa.pr.gov.br
 




Ivna Caroline

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Para o corpo e a mente O pôster encartado nesta edição vai ajudar você a promover a saúde na escola e estimular a integração nas aulas de Educação Física


Vai longe o tempo em que a Educação Física era encarada como um momento de "recreação", com meninos e meninas separados para jogar e competir. A disciplina ganha cada vez mais importância no currículo e surgem em todo o Brasil projetos que incentivam a prática de esportes. Sua escola já faz parte desse time? Uma boa oportunidade de dar um basta ao sedentarismo é usar o pôster sobre promoção da atividade física.

Segundo o professor Luís Cláudio Martins, da Escola Estadual Leonor Quadros, em São Paulo, a Educação Física é uma das disciplinas mais socializantes do currículo, "pois possibilita a integração de todas as turmas e promove um diálogo entre os jovens", afirma. Ele fala por experiência própria: seus alunos continuam participando de animados jogos de vôlei e futebol, mas derrubaram o conceito de competição entre meninos e meninas e, com isso, passaram a se respeitar mais. "Eles já despertaram para a importância da prática esportiva e dos benefícios físicos e sociais que ela proporciona." 
...e estimula o contato durante o alongamento: possibilidades de socialização e de abordar conceitos de outras disciplinas

Lazer, esporte e atividade física  
Ponha o cartaz num local visível e explique que as ações ali expressas podem ser físicas ou de lazer. Peça que os alunos falem de suas atividades físicas preferidas e destaque a importância delas. 

A seguir, divida as respostas apresentadas em duas colunas. Numa, coloque as atividades coletivas e na outra, as individuais. Separe os esportes das demais modalidades citadas e diferencie as atividades intensas das leves. Incentive os alunos a discutir qual a melhor forma de fazer Educação Física. 
Fido
Fido
Durante as aulas, é sempre bom reservar um espaço para o lazer. Técnicas de relaxamento, dança, natação, ioga, tai-chi chuan e terapia corporal, como massagem, são boas sugestões. É importante lembrar que a atividade física exaustiva e repetitiva pode ser prejudicial à saúde. 

Aproveite  também para explorar a interdisciplinaridade da Educação Física, que trabalha, por exemplo, conceitos de Matemática na montagem dos times e conteúdos de Saúde ao analisar as mudanças ocorridas no nosso corpo rigidez ou relaxamento dos músculos, batimentos cardíacos, suor etc.


Sugestão de Henrique Franke.

domingo, 20 de novembro de 2011

Postagem sobre Capacidades Físicas. - por Caroline Cordeiro

Capacidades Físicas
      
     As capacidades Físicas são definidas como todo o atributo físico treinável num organismo humano. Por outras palavras, são todas as qualidades físicas motoras passíveis de treinamento comumente classificadas em diversos tipos:
    
    Força: é a capacidade física que permite deslocar um objeto, o corpo de um parceiro ou o próprio corpo através da contração muscular.


    Velocidade: é a capacidade física que permite realizar movimentos no menor tempo possível ou reagir rapidamente a um sinal.


    Agilidade: é a capacidade física que permite mudar a direção do corpo no menor tempo possível.


    Equilíbrio: é a capacidade física conseguida por uma combinação de ações musculares com o propósito de assumir e sustentar o corpo sobre uma base, contra a lei da gravidade. Pode ser dinâmico, estático e recuperado.


    Coordenação Motora: é a capacidade física que permite realizar uma sequencia de exercícios de forma coordenada.


    Flexibilidade: é a capacidade física que permite executar movimentos com a maior amplitude possível.


    Resistência: é a capacidade física que permite efetuar um esforço durante um tempo considerável, suportando a fadiga dele resultante e recuperando com alguma rapidez.


    O desenvolvimento equilibrado das capacidades físicas é fundamental para o bem estar e para a saúde. obviamente que nos desportos de alta competição algumas qualidades prevalecem sobre as outras, ou seja, no halterofilismo prevalece a força, na corrida de fundo a resistência e assim por diante. Mas do ponto de vista da qualidade de vida, quanto mais equilibrado for o conjunto, mais bem condicionado será o indivíduo.
    Na prática, devemos ver o condicionamento físico de maneira mais ampla, portanto, não adianta desenvolver a força e não ter resistência, ou ter flexibilidade e não ter força, ou ter resistência sem ter velocidade, etc. As nossas atividades diárias exigem a aplicação de todas as capacidades físicas, às vezes enfatizando uma, às vezes duas e em muitas vezes todas ao mesmo tempo.
    Publicada por Nuno Teles.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Para se obter o Lazer...

    Bom dia!(18/11/2011) E boa leitura a todos...

   Para iniciar falando sobre lazer, podemos nos referir ao tempo em que as pessoas destinam na vida para as mais diversas ocupações. Conforme Cavallari e Zacharias (1994),  o TEMPO TOTAL de uma pessoa é caracterizado por todo o seu  tempo e pode ser subdividido em  três partes, que não têm necessariamente a mesma duração, dependem da prioridade de cada um. Podem ser:

TEMPO DE TRABALHO: tempo utilizado em compromisso, com responsabilidade, obrigação e envolve retorno financeiro, como exemplo podemos citar o tempo em que um professor leva para preparar a sua aula, e não somente o tempo em que está envolvido diretamente na atividade, que é segundo os autores citados, o horário de trabalho, e é importante ressaltar também que o tempo de estudo, na escola e for a dela, é considerado um tempo de trabalho.

TEMPO DE NECESSIDADES BÁSICAS VITAIS: é o tempo destinado para a realização das necessidades sem as quais o ser humano não vive, como: sono, alimentação, necessidades fisiológicas e higiene.

TEMPO LIVRE: é o que sobra em termos de tempo em relação às outras subdivisões, ou seja é o tempo total de uma pessoa diminuído daí o tempo de trabalho e o tempo de necessidades básicas vitais. E é exatamente neste tempo livre que as pessoas têm seu tempo de lazer, onde o fato de alguém apresentar predisposição para realizar alguma atividade lúdica (se divertir, entreter-se)  demonstra que essa pessoa está em uma situação de lazer e a partir do momento em que concretiza essa vontade, ela está tendo sua recreação. A recreação não é necessariamente uma atividade, mas uma circunstância, uma atitude. A atividade que um indivíduo pratica e assim atinge sua recreação, chama-se de atividade recreativa ou atividade lúdica. Mas é importante observar que nem toda a atitude realizada fora do tempo de trabalho ou do tempo de necessidade básicas vitais, é lazer, pois para ser considerada como tal, tem que apresentar o componente lúdico. Um exemplo é ir a uma festa a qual não se tem vontade de ir, porém se decide por ir apenas por obrigação, o que se chama de obrigações sociais. Exemplos similares podem ser: ida a um velório, compras do dia a dia, dentre outros.
Baseando-se nestas discussões, Cavallari e Zacharias (1994), definem lazer da seguinte forma:  
 LAZER é o estado de espírito em que uma pessoa se encontra, instintivamente, dentro do seu tempo livre, em busca do lúdico, que é a diversão, alegria, entretenimento e também pode ser encontrado no repouso. 
Extraído da disciplina  de estágio supervisionado I do curso de Licenciatura em Educação Física. Por Ayrton Aruana.

Táticas de futsal




Com a formação da equipe, seus aspectos iniciais, competirá ao técnico e/ou treinador, idealizador de acordo com o material humano de que dispõe, a forma tática no futsal que irá atuar em suas partidas, inclusive contando com todas as alterações que poderão ocorrer mesmo durante o transcorrer desta. A esquematização de jogo é fator preponderante em uma equipe, pois sem esta atividade, não se terá uma equipe e sim um grupo de elementos que estarão praticando um esporte sem um objetivo específico.

Como já foi observado, a tática de futsal pode e deve variar, normalmente durante o transcorrer da partida, competindo ao profissional responsável as devidas orientações neste sentido, no intuito de não fracassar em seu trabalho, mas, sempre tendo em mente que uma derrota deve ser assimilada pelo grupo como um resultado previsto dentro de uma competição, tendo sempre em mente que o importante será anotar e observar as falhas para que, assim que corrigidas, venham a surtir o efeito desejado em um próximo confronto. Tática de futsal nada mais é do que a teoria (técnica) colocada em prática na quadra de jogo, com todas as suas variações que poderão acontecer conforme o desenvolvido pelo adversário.
Esquema de Jogo - Táticas de futsal
Os esquemas de jogo mais adotado pelas equipes são: 2-2, 1-3, 3-1, 1-2-1. Estes esquemas são os comumente praticados durante o desenvolver de uma partida, sendo que uma equipe varia constantemente tais esquemas, de acordo com as necessidades e principalmente de acordo com o adversário.

Esquema 2-2: é um esquema defensivo, geralmente empregado por equipes iniciantes ou de categorias menores, tendo como principal característica dificultar a dilatação do placar no caso de inferioridade em relação ao adversário.

Ofensivamente apresenta pouca objetividade, pois sua movimentação é restrita.

Em relação ao grupo de atletas, restringe as habilidades, pelo fato de não oferecer uma mobilidade durante o desenvolver da partida, dificultando trabalho com bola,lançamentos. Deve-se ter em mente que em determinados momentos, um esquema como este, o determinado "caixote", quando bem aplicado, e muito bem treinado, realmente dificulta o adversário a penetração no campo de ação da equipe, restando normalmente a esta, os chutes de média e longa distância, que poderão resultar em algo, de acordo com o tamanho da quadra de jogo.

Esquema tático no futsal 3-1, 1-3, 1-2-1: Estes esquemas são os mais empregados pelas equipes, pois apresentam dupla objetividade: OFENSIVA E DEFENSIVA.

Favorece aos atletas uma maior mobilidade, criatividade e desenvolvimento de suas características técnicas, dando uma movimentação maior no desenrolar da partida. As posições de cada atleta são pré-determinadas durante os treinamentos, onde cada qual, dentro de suas características, desenvolverá o seu trabalho, mas nunca ficando restrito a um posicionamento fixo, cada esquema destes, será aplicado conforme orientação do profissional responsável pela equipe e principalmente de acordo com as características do adversário.

Esquema tático no futsal 3-1: é um esquema mais defensivo, onde a equipe em determinados momentos da partida, utilizará para evitar o crescimento do adversário econsequentemente à marcação de gols por parte destes. Oferece, no entanto a possibilidade de um contra ataque, valendo - se de um pivô habilidoso para surpreender o adversário;

Esquema tático no futsal 1-3: é o esquema utilizado com o objetivo de mudar o resultado de uma partida, onde somente a vitória interessa, e neste caso, a equipe valendo-se de um bom fixo, libera os demais, alas e pivô, para sob pressão objetivar a mudança de resultado de acordo com o que importa para a equipe;

Esquema tático de futsal 1-2-1: é o esquema utilizado em uma partida tranqüila, com o desenvolvimento normal das jogadas, que propiciam o desenvolvimento do jogo e principalmente a movimentação dos atletas, variando as jogadas e alternando-se nos posicionamentos com o intuito de envolver o adversário.

Sistema de Marcação no futsal Por Homem a Homem - Tática de futsal

Na marcação homem a homem ou individual, o defensor marca individualmente o jogador que lhe indicado acompanhando-o por toda a quadra.

Esse sistema pode ser dividido em marcação sob pressão e meia pressão. Neste sistema marca-se o jogador, não a bola. A marcação sob pressão exige que o marcador exerça o combate direto ao oponente em qualquer setor da quadra, procurando evitar que o oponente receba a bola. E entende-se por meia pressão o combate no setor de ataque somente sobre o oponente que recebe ou que está de posse da bola, não sendo necessário o combate sobre o jogador que está sem bola, ficando o responsável por este jogador adversário mais retraído a fim de dar cobertura ao companheiro que efetua o combate direto sobre aquele que está com a bola, além de guarnecer o setor central da quadra. No setor defensivo a marcação é efetuada sob pressão.

Por Zona - Táticas de Futsal
O sistema de marcação por zona consiste em atribuir a cada jogador da equipe uma zona definida de defesa com a incumbência de ocupá-la e defendê-la integralmente. Neste sistema marca-se a bola, não o jogador. Na marcação por zona o combate é exercido sobre o jogador contrário mais diretamente quando ele penetra na zona confiada ao defensor, sem que, no entanto, este seja obrigado a acompanhá-lo fora dela. O sistema de marcação por zona é muito vantajoso, pois favorece a cobertura de defesa, tornando a marcação altamente eficaz, além de ser muito propício aos contra-ataques toda vez que a bola é tomada do adversário.

Por Andrigo D. de campos

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Nem toda pessoa com IMC alto precisa emagrecer, diz estudo

Pessoas com IMC acima de 30 que praticam exercícios e têm uma dieta alimentar equilibrada podem ser mais saudáveis que indivíduos magros.

Obesos que levam uma vida saudável são menos propensos a problemas cardiovasculares, afirmaram pesquisadores da Universidade de York, em Toronto, no Canadá, que analisaram dados coletados de seis mil americanos obesos durante 16 anos, e compararam o risco de mortalidade deles com o de 23.309 indivíduos com peso normal.

"Nossos resultados questionam a ideia de que todos os obesos precisam perder peso", declarou Jennifer Kuk, professora na escola de York de Ciência da Saúde, autora principal do estudo publicado na revista Applied Physiology, Nutrition and Metabolism. De acordo com Jennifer, tentar perder peso e fracassar pode ser pior que manter um elevado peso corporal e levar um estilo de vida saudável que inclua atividade física e dieta equilibrada com muita fruta e verdura.

Os pesquisadores utilizaram o sistema de classificação da obesidade de Edmonton (EOSS, na sigla em inglês) que, segundo afirmam, é mais confiável que o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC) baseado no peso e na altura, e que aquele que mede a circunferência da cintura. O novo sistema, desenvolvido pela universidade canadense de Alberta, estabelece cinco fases da obesidade, levando em conta, além do IMC e do tamanho da cintura, parâmetros clínicos que indicam a presença de doenças frequentemente agravadas pela obesidade, como diabetes, hipertensão e problemas coronários.

Embora um índice elevado de IMC esteja associado com um maior risco de doenças relacionadas com a obesidade e de mortalidade, essa é uma medida indireta, que não distingue entre tecido gorduroso e magro, nem leva em conta o estilo de vida das pessoas. Por isso, de acordo com a classificação EOSS, duas pessoas com IMC acima de 30, considerada obesas, devem ser avaliadas distintamente.

Para o chefe do grupo de obesidade do Hospital das Clínicas da USP, Marcio Mancini, o estudo acerta ao não se basear exclusivamente no IMC. "O método utilizado leva em consideração a presença de doenças associadas à obesidade e não se limita a usar somente o peso e a altura." Segundo Mancini, os resultados da pesquisa se justificam porque "há obesos 'metabolicamente normais', que não desenvolvem diabetes, não têm alteração de colesterol e triglicérides, mas podem ter outras complicações como osteoartrose, apneia de sono, aumento de acidentes e câncer relacionado à obesidade. Por outro lado, há magros 'metabolicamente obesos', que ganham poucos quilos predominantemente no abdome, fígado, músculos e desenvolvem diabetes com IMC na faixa de normalidade ou sobrepeso."

Comparados com as pessoas com peso normal, os indivíduos com EOSS 2 e 3 (o índice vai de 0 a 5: quanto maior, pior) possuíam maior risco de morrer por doenças cardiovasculares e câncer. "Ou seja, um homem barrigudinho com peso normal pode ter um risco muito maior do que uma mulher com obesidade e gordura acumulada em coxas e quadris", avalia Mancini. Segundo Jennifer, os critérios do EOSS podem se tornar uma poderosa ferramenta para os médicos avaliarem quem deve ou não perder peso e a identificar pacientes obesos com maior chance de desenvolver problemas de saúde.


Fonte: veja.com

Paloma Merlini

terça-feira, 15 de novembro de 2011

 
Exercício físico previne doenças e melhora a qualidade de vida

Sedentarismo significa comportamento de risco


        Com a evolução tecnológica e socioeconômica e a tendência cada vez maior para substituir as atividades físicas que levam ao gasto energético, o ser humano acomoda-se e adopta cada vez mais a lei do menos esforço, reduzindo assim o consumo energético do seu corpo. Para além disso, com uma vida profissional totalmente preenchida, a maioria das pessoas vê-se agarrada, durante quase todo o dia, a uma cadeira, fazendo com que a atividade física seja praticamente inexistente. 
       O comportamento induzido por hábitos decorrentes dos confortos da vida moderna é comummente conhecido por sedentarismo. Trata-se de um comportamento que pode ser considerado como o mais relevante entre os factores de risco, dado que é a principal causa do aumento da incidência de várias doenças. 
       Segundo o fisioterapeuta Marco Gonçalves, a professora de Educação Física Cristina Gonçalves e o ortopedista Fernando Silva, a prática de exercício físico é fundamental para o bem-estar e a qualidade de vida do indivíduo, independentemente da sua idade, evitando o aparecimento de diversas doenças físicas e até mesmo psíquicas. 

       Consequências 
       A vida sedentária afeta a vida de uma pessoa nos mais diversos aspectos, na medida em que são gastas poucas calorias (menos de 2.200 calorias/semana). 
       Além de contribuir para o aumento do “stress”, provoca o desuso dos sistemas funcionais. Isto é, o aparelho locomotor, os órgãos e os sistemas solicitados durante as diferentes formas de atividade física entram num processo de regressão funcional no caso dos músculos. As fibras musculares atrofiam, há perda de flexibilidade articular, além de afetar o comportamento funcional de vários órgãos. Isto implica que mais facilmente haverá lesões ou até mesmo doenças. 
      Hipertensão arterial, diabetes tipo 2, obesidade, ansiedade, aumento do colesterol e enfarte do miocárdio (o aparelho cardiovascular habitua-se a uma baixa frequência cardíaca) são algumas das doenças às quais o indivíduo sedentário se expõe. 
       O sedentarismo é considerado o principal fator de risco para a morte súbita, estando, na maioria das vezes, associado, direta ou indirectamente, às causas ou ao agravamento da grande maioria das doenças. 
    Refira-se que estas doenças estão também associadas a uma dieta alimentar inadequada característica da era moderna. 

       Corpo em equilíbrio 
    Para que o corpo humano possa estar em equilíbrio, precisa de gozar de saúde física, mental, psíquica e emocional. Para isso, é preciso garantir uma certa quantidade de exercícios físicos em condições adequadas e manter o sono reparador para o alívio das tensões e cargas a que o indivíduo está diariamente sujeito, além de uma alimentação equilibrada. 
   A atividade física regular e na quantidade certa ajuda a desenvolver ossos mais fortes, uma actividade mental mais positiva, melhor circulação sanguínea e maior proteção contra doenças cardíacas. Ajuda ainda a combater a ansiedade, levando assim a um equilíbrio emocional. 
   Segundo alguns estudos científicos, a prática de atividade física, realizada com prazer, por um período mínimo de 30 minutos por dia, seja de forma contínua ou acumulada, é a dose suficiente para prevenir doenças e melhorar a qualidade de vida. 

      Algumas soluções práticas 
    Embora a vida nos grandes centros urbanos imponha dificuldades para encontrar tempo e locais disponíveis para a prática de exercício físico, não é de todo impossível praticar uma atividade. As alternativas possíveis, muitas vezes, estão ao alcance do cidadão, mas passam despercebidas. 
   Para atingir o mínimo de atividade física semanal e aumentar o gasto calórico, existem várias propostas que podem ser adaptadas de acordo com as possibilidades ou conveniências de cada um. 
    Praticar atividades desportivas como andar, correr, pedalar, nadar, fazer ginástica, exercícios com pesos ou jogar à bola é uma proposta válida para evitar o sedentarismo e fundamental para melhorar a qualidade de vida. Para aqueles que não têm tempo para praticar exercício ao ar livre, existem alternativas como subir dois ou três andares de escada ao chegar a casa ou ao trabalho, dispensar o controlo remoto ou estacionar o automóvel intencionalmente num local mais distante.


http://www.saudinha.com/parcerias/revista_imprensa/jornal_madeira/2004/jm_2004_07_25_01.htm



Leana Gioia Siqueira